Cogitado pelo São Paulo, Kaká anuncia aposentadoria aos 35

0
157

Kaká esteve nos planos do São Paulo para 2018 e sua participação no clube chegou a ser cobrada em recente conversa de torcedores com a diretoria do clube. Mas o melhor jogador do mundo em 2007, aos 35 anos de idade, informa que vai se aposentar.

“Estou muito consciente. Cheguei à conclusão de que é o momento de encerrar a minha carreira como jogador profissional. Vou em preparar para continuar no futebol e ter outra função, como manager, diretor esportivo, alguém que fica entre o campo e o clube. A minha palavra final é de que o ciclo da minha carreira como jogador profissional se encerra aqui”, disse à TV Globo.

Logo após anunciar sua saída do Orlando City, time dos Estados Unidos pelo qual defendeu pela última vez como profissional, o próprio Kaká colocou o São Paulo como uma de suas possibilidades para a próxima temporada, além de uma sondagem do Milan para ser dirigente. Decidido em se aposentar, o meia lembra de sua ligação com o clube que o formou.

“Sempre dei prioridade para o São Paulo. Poderia acontecer de jogar em outro clube brasileiro, mas não por questão financeira. Meu vínculo com o São Paulo não é de conquista, só conquistei o Rio-São Paulo aqui. Mas é um vínculo institucional, de quem foi formado no clube, criou o vínculo e chegou ao topo levando a formação do São Paulo”, falou, lembrando de sua primeira saída do clube, em 2003, após sofrer com protestos de torcedores.

“Foi muito doída a eliminação (no Brasileiro de 2002). Classificamos em primeiro, com dez pontos a mais do que o segundo colocado. O Santos se classificou na rebarba. Mas fomos eliminados, e a cobrança veio em cima dos grandes responsáveis, e eu era um deles. Aí vieram os gritos de amarelão, pipoqueiro…”

Kaká foi formado no São Paulo e, em seu primeiro ano como profissional, marcou dois gols na vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo, no Morumbi, que garantiu o inédito título do Rio-São Paulo ao clube. Saiu em 2003 para o Milan e passou ainda pelo Real Madrid antes de retornar ao Tricolor por empréstimo, em 2014, ajudando o time a chegar ao vice-campeonato brasileiro e à semifinal da Copa Sul-Americana. Depois, seguiu para o Orlando City.

Pela Seleção Brasileira, Kaká conquistou a Copa do Mundo de 2002 e disputou ainda os Mundiais de 2006 e 2010. Ganhou também as Copas das Confederações de 2005 e 2009. Fora do Brasil, venceu a Liga dos Campeões, a Supercopa da Europa e o Mundial de Clubes em 2007, pelo Milan, levantando pelo clube ainda o Italiano e a Supercopa da Itália de 2004. No Real Madrid, foi campeão da Copa do Rei, em 2011, e espanhol e da Supercopa da Espanha, em 2012.

Terra

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here