Quarta, 01 de Dezembro de 2021
99 99999-9999
Anúncio
Brasil SAÚDE

Veja como será a aplicação da 3ª dose da vacina para todos o brasileiros

Todos os brasilieros adultos deverão tomar a 3ª dose da vacina contra Covid

17/11/2021 16h35 Atualizada há 2 semanas
486
Por: Redação Fonte: Assessoria de Imprensa
Veja como será a aplicação da 3ª dose da vacina para todos o brasileiros

Sim, todos os brasileiros deverão tomar a 3ª dose da vacina contra Covid, ou seja, a mesma dose adicional que vem sendo aplicada apenas em idosos, profissionais de saúde e pessoas imunossuprimidas.

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça, 16, que todos os adultos com mais de 18 anos poderão receber a terceira dose de reforço. O único requisito é esperar o intervalo de cinco meses após a segunda dose.

Já para quem tomou Janssen, é preciso tomar a segunda dose com intervalo de dois meses após primeira. Cinco meses depois, poderão tomar a dose de reforço.

De preferência os brasileiros deverão tomar como reforço a vacina da Pfizer como dose adicional. No entanto, a aplicação poderá ser diferente para quem tomou outros tipos de imunizantes.

Veja:

  • Vacinados com duas doses da CoronaVac
  • Vacinados com duas doses da AstraZeneca
  • Vacinados com uma dose da AstraZeneca e uma da Pfizer
  • Vacinados com duas doses da Pfizer
  • Vacinados com uma dose da Janssen
  • Para quem tomou duas doses de CoronaVac

 

 

 

 

 

E para quem tomou as duas primeiras doses da Pfizer, ainda não há definição de qual imunizante será aplicado como reforço

Os brasileiros que tomaram as duas primeiras doses de CoronaVac devem receber, prioritariamente, a dose adicional da Pfizer.

Caso o imunizante esteja indisponível, podem ser aplicadas também as vacinas Oxford/AstraZeneca ou Janssen. O intervalo entre a segunda dose e a dose adicional é de 5 meses.

Para quem tomou duas doses da AstraZeneca

Os brasileiros que tomaram as duas primeiras doses de AstraZeneca devem receber a dose adicional da Pfizer. Segundo o Ministério da Saúde, a ideia é que a vacinação seja feita de forma heteróloga, ou seja, com uma vacina diferente daquela aplicada na segunda dose. Dessa forma, não pode ser aplicada uma terceira dose de AstraZeneca. A CoronaVac não tem previsão de ser usada como dose adicional pelo Ministério da Saúde.

Para quem tomou uma dose da AstraZeneca e outra da Pfizer 

Segundo o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nos casos de pessoas que tomaram a primeira dose da AstraZeneca e a segunda da Pfizer, a dose adicional deverá ser da Pfizer.

 

Para quem tomou duas doses da Pfizer 

O Ministério da Saúde afirmou que ainda está decidindo qual será a dose adicional aplicada em brasileiros que tomaram as duas primeiras doses da Pfizer. Como o imunizante começou a ser aplicado em abril, a pasta prevê que ainda há tempo para tomar a decisão de usar a mesma vacina ou tomar um imunizante diferente para promover a vacinação heteróloga.

“Ainda não está no tempo de aplicar esse reforço, mas esperamos ter informações concretas a esse respeito em um curto espaço de tempo”, justificou Queiroga.

Para quem tomou a dose da Janssen 

O ministro da Saúde explicou que a vacina da Janssen precisa de uma segunda dose – diferente da dose de reforço. Quem receber o imunizante pode tomar a segunda dose após dois meses, assim como funciona com a AstraZeneca – as vacinas tem plataforma similar. Só após cinco meses depois da segunda dose, quem tomou a vacina da Janssen poderá receber a dose adicional, preferencialmente a da Pfizer.

Quando começará aplicação 

A partir da próxima sexta-feira (19), o Ministério da Saúde vai distribuir doses da Janssen aos estados e municípios, para aplicação da segunda dose.

O Ministério da Saúde pretende começar a distribuição de vacinas específicas para aplicação da dose adicional na próxima semana. No entanto, o calendário de aplicação deve ser anunciado pelos estados e municípios.

Atualmente, já estão recebendo a dose de reforço idosos com mais de 60 anos e profissionais de saúde, além de pessoas imunossuprimidas após 28 dias do ciclo vacinal completo.

A previsão do Ministério da Saúde é terminar a aplicação da dose adicional até maio de 2022.

Por Rinaldo de Oliveira SNB com informações do Yahoo

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias