Domingo, 23 de Janeiro de 2022
99 99999-9999
Cidades FRONTEIRA

Estrangeiros terão que apresentar passaporte da vacina para entrar no país via Ponta Porã

Determinação da Anvisa, publicada nesta segunda-feira, 13, exige comprovante de vacinação

14/12/2021 07h43
44
Por: Redação Fonte: ASSESSORIA DE IMPRENSA
PF Ponta Porã exigirá passaporte de estrangeiros, seguindo norma da Anvisa
PF Ponta Porã exigirá passaporte de estrangeiros, seguindo norma da Anvisa

A partir desta terça-feira, 14, os estrangeiros que buscarem autorização junto à Polícia Federal para entrar no país via Ponta Porã, terão que cumprir a determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e apresentar o passaporte da vacina.

A Anvisa declarou nesta segunda-feira (13) que a exigência de comprovante de vacinação (ou passaporte da vacina) deve ser feita em todos os "postos de fronteira, especialmente de aeroportos" para o cumprimento da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal).

Com isso, Mato Grosso do Sul deverá exigir o comprovante de imunização de estrangeiros que cruzarem a divisa. 

Em Ponta Porã, o aeroporto internacional ainda não opera com voos comerciais, apenas domésticos. A partir de janeiro, haverá uma linha aérea ligando a fronteira entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero para outras regiões do país.

Assim, a Delegacia de Polícia Federal em Ponta Porã deverá exigir a partir desta terça-feira, 14, o passaporte dos estrangeiros que quiserem entrar no país através da fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai.

Em entrevista à imprensa no final da tarde de ontem, 13, o secretário de Saúde, Geraldo Resende, disse que a SES (Secretaria Estadual de Saúde) ainda não recebeu nenhuma recomendação ou notificação da Anvisa. Porém, disse ter conhecimento de uma possível medida provisória do Ministério da Saúde que deverá determinar o 'passaporte da vacina' aos viajantes. 

A Anvisa publicou que a decisão do STF é imediata e deve ser cumprida. "A decisão teve efeito imediato, sem prazo de adequação, e, por isso, exige da Anvisa a realização de avaliações pontuais, especialmente em relação aos passageiros que já estavam em deslocamento ou em trânsito no momento em que a decisão foi emitida", informou a agência.

No sábado, o ministro do STF Luís Roberto Barroso determinou a obrigatoriedade de comprovante de vacinação para viajantes que chegarem ao país. No mesmo dia, a ministra Rosa Weber enviou a decisão para ser votada no plenário virtual, no qual os ministros incluem seus votos em um sistema eletrônico. O prazo começa nesta quarta-feira (15) e termina às 23h59 de quinta-feira (16).

Em Pedro Juan Caballero, a determinação no mesmo sentido para estrangeiros que adentrarem o país já é feita desde o início do ano. No setor de migrações, por onde é expedido autorizações, é feito teste rápido de Covid-19 para os que não apresentarem o documento comprobatório de vacinação.

FONTE: PONTAPORAEMDIA.COM.BR
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias